cronograma-de-gravidezImagem: Pixabay


 

Calendário de gestação: como se programar para a chegada do bebê


Durante o turbilhão de emoções despertadas com a descoberta da gravidez, as futuras mamães podem ficar meio perdidas e sem saber por onde começar e quais os próximos passos a tomar após a notícia de um novo membro da família a caminho, especialmente quando se trata do primeiro filho.

 

Pensando isso, o Blog do Bebê de Grife preparou este guia com dicas do que deve ser feito a cada fase da gestação e qual o tempo mais indicado para começar a preparar o enxoval, compartilhar a novidade, fazer os exames, pensar no quarto, quando lavar as roupas do bebê, preparar o chá e lembrancinhas, entre outras tantas providências.

 

Claro que esse cronograma não precisa ser seguido estritamente, são apenas alguns parâmetros para ajudar a se organizar melhor, uma média baseada na experiência de outras mães. Tenha em mente que cada gravidez é única, cada mulher tem sua individualidade e preferências, que devem ser respeitadas!

 

 

 

  • O momento da descoberta

   

O mais importante neste momento é procurar o seu ginecologista e marcar o pré-natal. Por mais ansiosa que esteja por espalhar a notícia, talvez seja sábio mantê-la apenas para os familiares mais próximos, pelo menos nos primeiros meses de gestação. O ideal é esperar em torno de 3 meses para informar a todos os amigos e colegas de trabalho.

 



PRIMEIRO TRIMESTRE

 

  • Primeiro mês (5-8 semanas)

 

Agora que o embrião já está implantado na parede do útero, começa a saga de ultrassons (para determinar a idade gestacional, se há mais de um bebê...), você também deve levar os resultados dos exames requisitados na primeira consulta para seu médico. Você já pode começar a pensar no quarto do bebê e planejar um orçamento para a chegada do novo membro da família.

 

  • Segundo mês (9-12 semanas)

 

Além das consultas regulares com o seu obstetra e dos exames de ultrassom, essa também é a altura de considerar os cuidados consigo mesma: vale investir em cremes anti-estrias e explorar a prática de exercícios de baixa intensidade como yoga, hidroginástica e até musculação. Claro que sempre sob indicação e acompanhamento de especialistas.

 

  • Terceiro mês (13- 16 semanas)

 

Chegou o momento de espalhar as boas novas para os familiares mais distantes, amigos, e também de avisar no seu trabalho. Esse período também é esperado por muitos pais, pois em torno da 12ª a 14ª semanas de gestação já é possível ver o sexo do bebê. 

 

cronograma-de-gravidez

Imagem: Pexels


 Se teve uma conversa sobre o tipo de parto com o seu, este é o momento. Discutam as possibilidades e expectativas. Cesáreas podem ser marcadas em datas indicadas pelo obstetra, já se deseja parto normal ou natural pesquise exercícios que facilitem e técnicas de alívio da dor.

 

 

SEGUNDO TRIMESTRE

 

 

  • Quarto mês (17- 20 semanas)

 

No que diz respeito a mamãe, nesse ponto a barriga já deve estar aparente, então é hora de comprar roupas especiais para grávidas. Falando nisso, é também o momento ideal para começar a listar os itens do enxoval do bebê! Também já comece a ver o preço dos principais móveis para o quarto do bebê, como berço, cômoda, trocador!

 

 

  • Quinto mês (21-24 semanas)

 

Mais um ultrassom, agora é a vez da ecografia morfológica, um exame mais detalhado para acompanhar o desenvolvimento do feto: batimentos cardíacos, formação dos órgãos e medições para verificar se está correndo tudo bem com o crescimento.

 

 

Pesquise também sobre o curso de gestante e agende, de preferência, na maternidade em que deseja ter seu filho. Em casa, termine de comprar os móveis e inicie a pintura do quarto, se for fazer isso. Comece a pensar na organização do chá de bebê e lembrancinhas: a ajuda de familiares e amigos é bem-vinda, já que sua cabeça deve estar a mil com tantas coisas a fazer e decisões a tomar. 


cronograma-de-gravidez

Imagem:  Meagan/Flickr


 

 

  • Sexto mês (25-28 semanas)

 

Monte o enxoval, se ainda não o fez, é uma parte gostosa escolher o tema do quarto, as roupinhas… Só cuidado para não exagerar, pois os pequenos perdem as peças muito rápido, então é importante ter opções de diferentes tamanhos e estações ao escolher a roupa certa para cada fase.

 

Neste período uma ideia mais concreta sobre o parto já deve estar formada. Se optou pelo normal pode procurar uma doula para orientações. No caso de cesárea, não se esqueça de bater um papo com o anestesista. Aproveite ainda a festa de chá de bebê - é bom ter deixado espaço para armazenar as fraldas que receberá!

 

 

TERCEIRO TRIMESTRE

 

  • Sétimo mês (29-32 semanas)

 

 Já é possível fazer o ultrassom 3D ou 4D, para os papais ansiosos que querem matar a curiosidade e ver a primeira imagem mais nítida de seu filho. Uma aquisição necessária é a cadeirinha para o carro, para o bebê sair da maternidade, a qual já deve ter sido escolhida.

 

Se desde que finalizou o enxoval estava se perguntando sobre quando lavar as roupas do bebê, esse momento é agora. Priorize as que o bebê for usar nos primeiros três meses e já as organize no quarto, que deve estar montado e decorado.

 

 

 

  • Oitavo mês - quase lá (33-36 semanas)

 

Mais um ultrassom, o Doppler - último, por fim – para avaliação do tamanho, nutrição e fluxo sanguíneo na artéria cerebral do bebê, veias uterinas e cordão umbilical. Por volta da 34ª semana, as consultas com o obstetra se tornam quinzenais, dependendo do caso, semanais.

 

Já deixe a mala de saída da maternidade meio organizada e separada - do bebê e sua – pois há sempre a possibilidade de parto prematuro.

 

 

 

  • Nono mês (36-41 semanas)

Finalmente, a hora mais esperada, e que pode acontecer a qualquer momento. Então relaxe, vá com calma no trabalho e aproveite as noites de sono – que serão mais escassas durante os primeiros meses com o recém-nascido.

 

Outra dica é fazer o percurso da casa ao hospital e organizar contatos de emergência, caso a bolsa estoure antes da hora. Afinal, imprevistos acontecem e você quer estar preparada para lidar com eles.  

 

Por fim, organize o cronograma de como será sua rotina pós-parto, quem poderá auxiliar você (mãe, sogra, tia, amigas) ao regressar da maternidade. Não se preocupe em agradar as visitas, o que importa agora é você e o bebê se adaptarem um ao outro e à nova vida em família!

 

 

Curtiu a matéria? Compartilhe agora com suas amigas...

 

Conteúdo colaborativo: Cecilia Gibson (Mavens of London)