buscador-para-crianças-kiddle

 

Se algum dia você deu uma olhada no histórico do navegador usado por seu filho e descobriu links para páginas que você não gostaria que ele visitasse, nós temos uma ótima notícia. 

A empresa Kiddle acaba de disponibilizar um buscador que utiliza o sistema do Google, porém customizado para atender especificamente as crianças.

 

O buscador Kiddle exclui a possibilidade de seu pequeno acessar algum conteúdo para adultos durante aqueles momentos em que você está ocupado e não pode vigiar a navegação do seu pequeno.

 

O Kiddle tem as mesmas opções do Google, mas adaptadas para crianças. Por exemplo, no lugar do fundo branco, exibe uma imagem espacial com um robô bem simpático.

 

As três primeiras páginas exibidas pelo buscador são voltadas para crianças. As outras são mais direcionadas a adultos, mas são filtradas.

 

Nós, da Bebê de Grife, decidimos testar a ferramenta lançando algumas palavras de teor impróprio que as crianças poderiam procurar. O Kiddle se comportou como um verdadeiro segurança particular.

 

buscador-para-crianças-kiddle 

 

Aparece um robô nada amigável, que diz para procurar outra palavra. Parece que o Kiddle pode se tornar uma boa alternativa ao sistema convencional.

 

Suponhamos que seus filhos querem saber algo sobre Justin Bieber, mas você não quer que eles descubram alguns dados da biografia do cantor. Por exemplo, que ele já foi pego dirigindo sob o efeito de substâncias ilícitas ou que já publicou fotos de seu bumbum no Instagram. O Kiddle mostra só imagens e textos ’comportados’.

 

buscador-para-crianças-kiddle

 

Nessa época digital, as crianças se familiarizam com computadores muito mais rapidamente que os adultos. Elas sempre vão precisar da internet para estudar e estar em contato com os outros. Mas é melhor não dar bobeira.

 

Parece que o Kiddle pode proporcionar às crianças todo o necessário, enquanto os pais podem ter a certeza de que os pequenos não estão vendo o que não devem. É claro que você não pode proteger seu filho de todos os perigos do mundo, mas não custa nada tentar.

 

Contudo, vale lembrar que por mais que a tecnologia "do bem" avance, os bons e velhos olhos dos pais sempre serão a ferramenta mais importante na criação dos pequenos.

 

Gostou da matéria, compartilhe com seus amigos.